Guia do Cabelo

SINAIS DE AVISO DA CALVÍCIE:

Familiares calvos
Excesso de pelos no corpo.
Crescimento lento do cabelo. 
Despigmentação dos cabelos.
Afinamento do cabelo e diminuição do volume.
Queda de cabelo diária  excessiva.
Rarefação dos cabelos no topo da cabeça.
Aumento da “coroinha” - diminuição da densidade capilar na área do vértice do couro cabeludo.
Aumento das “entradas”- diminuição da densidade capilar nas áreas da linha de frente dos cabelos.

MITOS E VERDADES:
- Lavar diariamente aumenta a queda de cabelo. 
Mito: a lavagem só desprende os fios que já estão por cair e não determina a queda de cabelos.
- Dormir com o cabelo molhado apodrece a raiz.
Mito: as células do bulbo capilar situam-se na derme do couro cabeludo onde a água não penetra. Poderá, no entanto, favorecer a proliferação de fungos no couro cabeludo.
- A prática da natação contribui para a calvície (alopecia androgenética).
Mito: a água da piscina poderá prejudicar a beleza dos fios devido ao cloro e ao cobre que contém, mas não influi para a calvície ou para a queda de cabelo.
- O estresse determina queda de cabelos.
Verdade: o estresse altera os hormônios que influem sobre os ciclos capilares e em muitas pessoas influi para a queda dos cabelos. Quando existir tendência para a calvície (alopecia androgenética) o estresse poderá agravá-la.
- O crescimento do cabelo sofre a influência das fases da lua, por isso, para que fique mais forte, devemos cortá-lo na lua crescente.
Mito: o cabelo é uma fibra composta de células mortas impregnadas de queratina. Não há evidências científicas de que os ciclos lunares influenciem no crescimento dos cabelos.
- O uso freqüente de tinturas intensifica a queda de cabelos.
Mito: a verdadeira responsável do crescimento do cabelo é a raiz pilosa. A tintura afeta apenas a haste do fio. 
- Cortar as pontas todos os meses fortalece os cabelos.
Mito: o cabelo cresce cerca de 1 cm por mês em razão da proliferação celular que acontece na raiz. Cortar  em qualquer época não acelera o crescimento do cabelo.
- A exposição freqüente ao sol faz mal aos cabelos e ao couro cabeludo.
Verdade: o sol, quando em excesso, altera a cor dos cabelos, desidrata-os e, por vezes, provoca graves alterações do couro cabeludo.
- O fio branco arrancado dá lugar a outro preto.
Mito: os fios brancos decorrem de alterações enzimáticas das células germinativas do bulbo piloso e não adianta arrancá-los, pois continuará a crescer cabelo sem o pigmento que lhe dá a cor.
- Dormir com os cabelos presos é prejudicial.

Verdade: os fios ficam marcados pelo prendedor e poderão romper quando nos mover durante o sono.
- A caspa favorece à queda de cabelos.
Mito: a caspa não influi sobre a queda dos cabelos e nem sobre a calvície.
- O cigarro e o álcool aceleram a perda capilar.
Verdade: a nicotina prejudica a oxigenação do bulbo capilar e o DHT se apresenta mais elevado nos fumantes. 
Já o álcool em excesso determina alterações metabólicas e hormonais que influem na saúde dos cabelos.
- Usar boné ou chapéu determina queda dos cabelos.
Mito: a proteção do couro cabeludo e dos cabelos é importante em climas extremos e não contribui em nada para a calvície ou queda de cabelo
- A redução do estômago afeta os cabelos.
Verdade: esta cirurgia reduz a capacidade do organismo de absorver nutrientes essenciais. Compromete a textura, o crescimento dos cabelos e agrava a calvície.

CUIDADOS QUE FAZEM A DIFERENÇA:
- Luz solar - a exposição demorada dos cabelos à luz solar poderá deixá-los secos, descoloridos e quebradiços – usar condicionador com filtro solar. 
- A água do mar - intensifica a ação dos raios UV ressecando os fios - usar condicionador com filtro solar.
- A água da piscina - contém cloro e sulfato de cobre que interagem com a queratina, modificando a cor, diminuindo o brilho e a maciez dos cabelos - usar condicionador com filtro solar.
- Água do banho quente - resseca os fios e estimula a oleosidade do couro cabeludo - lavar com água morna.
- Xampu – ph e tensoativos inadequados são prejudiciais aos cabelos – usar produtos adeqüados.
- Cabelos secos – massagear o couro cabeludo, usar xampu hidratante e não lavar diariamente.
- Cabelos oleosos – lavá-los diariamente com xampu correto.
- Mudanças radicais na textura dos cabelos - tinturas, permanentes e alisamentos constantes fragilizam as hastes, devemos intercalar alguns meses entre esses procedimentos.
- Ar condicionado – retira a umidade do ar e desidrata os cabelos – usar condicionador hidratante.
- Secagem inadequada – lei da toalha : “aperte de leve e nunca esfregue”.
- Secador e chapinha – uso moderado, pois desidratam os cabelos.
- Pentear inadequado – não tracionar ou “arrancar” os fios.
- Cuidados ao dormir - não deitar com os cabelos presos.